"Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil"

Esse é um projeto que envolve universidades de cinco cidades: Lavras (UFLA), São Paulo (USP/Leste), Campo Grande (UFMS), Campinas (Unicamp) e Juiz de Fora (UFJF). O Projeto "Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil", visa qualificar técnica e politicamente 500 professoras/es que atuam na Educação Infantil para trabalharem a educação para a sexualidade e gênero nos currículos da educação infantil.

O Projeto envolve sete linhas de ação, a saber:

1) grupo de estudos/trabalho; 2) curso para discentes; 3) curso para educadoras da educação Infantil; 4) Projetos de Intervenção Educacional nas escolas elaborado pelas cursistas; 5) Produção de material didático: produção de um livro intitulado:Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil; 6) Comunicação/divulgação e 7) Seminário apresentando as experiências e resultados do Projeto.


sexta-feira, 8 de outubro de 2010




Logo abaixo vocês são informadas/os sobre os cursos do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil. Muitas coisas aconteceram, descobertas pessoais e coletivas tanto em relação a metodologias como em relação à condução dos caminhos a serem percorridos.
Dentre as descobertas metodológicas, além dos jogos que foram sendo construídos ao longo desta caminhada junto às crianças, também as professoras/es foram brindados com um Kit de Materiais Educativos fruto do trabalho da professora Constantina Xavier Filha da UFMS - Educação para a Sexualidade, para a Equidade de Gênero e para a Diversidade Sexual. Este Kit consta de dois DVds, dois livros para crianças e um livro direcionado a professoras e professores contendo artigos na temática abordada.




Os cursos realizados nas universidades participantes do Projeto estão, em sua maioria, terminando neste mês de Outubro. Foram muitos contatos, aprendizados, vivências e trocas de experiências entre coordenadoras/es, cursistas, bolsistas, enfim, todas/os da equipe que, conectadas/os, (re)descobriram os caminhos da Educação Infantil voltados para as temáticas de Gênero e Diversidade Sexual.
As equipes da USP/Leste (São Paulo), UFJF (Juiz de Fora), Unicamp (Campinas) e UFLA (Lavras), encerram agora em Outubro suas atividades junto às cursistas e UFMS (Campo Grande) encerrará em Novembro.
No site estão detalhes de todos os cursos, dos acontecimentos, dos jogos criados pelas cursistas, das "Cartas das Infâncias" construídas, dos textos, enfim, de todo conteúdo passado e repassado, como também das experiências trocadas. Acesse: www.ded.ufla.br/generoesexualidade-ei
Fazemos aqui a chamada para o Seminário de Encerramento das Atividades/Ações do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil que acontecerá nos dias 11 e 12 de Dezembro próximo.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O Projeto “Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil é apresentado em Campo Grande - UFMS




A equipe da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Campo Grande –, integrante do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil, realizou um primeiro encontro com as cursistas em Agosto passado.

Neste encontro, que contou com a presença da secretária municipal de educação, houve a apresentação do projeto, do cronograma dos encontros, os temas que serão compartilhados, os pressupostos metodológicos, dando início às reflexões sobre as pedagogias de sexualidade e gênero.

Na parte da tarde, as cursistas assistiram ao filme “Boneca na Mochila” e puderam discutir sexualidades, gênero e diversidades no currículo da Educação Infantil, levantando suas expectativas e conhecendo livros para a infância, dentre eles “Ceci Tem Pipi”.

O curso terá continuidade a partir de setembro, iniciando-se com a presença da coordenadora geral do Projeto Professora Doutora Cláudia Ribeiro da Universidade Federal de Lavras – UFLA.

Coordena a equipe em Campo Grande, a Professora Doutora Constantina Xavier Filha que conta com as colaboradoras Cristine Novaes Barbosa da Rocha e Poliana Mori e as discentes Laysa Ferreira, Lorena Martins e Sabrina Canepa.

sábado, 18 de setembro de 2010

Twee Vaders (dois pais)

Oi galera!

Essa música é antiguinha, de um cantor holandês que conta na música sua história como filho adotivo de dois pais... Acho super interessante quando repararmos na letra. Infelizmente a qualidade do vídeo não é das melhores mas é suficiente para conseguirmos assistir.

video


É isso aí! O que me dizem?

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Início do Curso em São Paulo-USP/Leste

Bem vindas e bem vindos cursistas que iniciaram suas atividades neste dia 9 de Agosto na USP/Leste - São Paulo. Foram 200 pessoas inscritas, porém, só foi possível atender a 110 participantes. Esperamos que todas e todos vocês ao compartilharem suas experiências, seus conhecimentos, façam deste blog e também do site um canal de comunicação. Esperamos, ainda, que tod@s vocês, profissionais da Educação Infantil, tragam contribuições à este blog e ao site com seus relatos e vivências.
Para tod@s um ótimo curso.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

XIII Rainbow Fest - Juiz de Fora (09-15/2010)

PROGRAMAÇÃO DE MESAS E CADEIRAS DO XIII RAINBOW FEST DE JUIZ DE FORA (de 09 a 13/08)

(participem e divulgeum!)

Local: Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM) - Videoteca, Centro / Juiz de Fora

09/08/2010:
18:30h - Mesa de Abertura
19:15h - Documentários: "Da Largata a Borboleta" & "MGM 10 anos"
20:30h - Mesa: "Educação Sem Homofobia: Educação, Violência, Políticas Públicas de Combate à Homofobia".

10/08/2010:
15:00h - Oficina de Jogos Educação Sem Homofobia
18:00h - Relato de Experiências

12/08/2010:
10:00h - Mesa: "Homofobia Institucional e outras formas de violência LGBT".
14:00h - Mesa: "O que mudou na Mídia em Relação aos LGBT?"
16:30h - Mesa: "Crimes Homofóbicos em Minas Gerais".

13/08/2010:
09:00h - Mesa: "A comunidade LGBT e as eleições 2010".
14:00h - Mesa: "As Políticas de Prevenção à AIDS para Gays e HSH no Brasil".
16:30h - Mesa: "O protagonismo das lésbicas na formulação e condução de políticas públicas LGBT".

*OBS.: As inscrições serão feitas na hora, com vagas limitadas.


PROGRAMAÇÃO DA CIDADE RAINBOW DO XIII RAINBOW FEST DE JUIZ DE FORA (11 a 15/08)

Local: Estacionamento do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM).

11/08/2010: 19:00h - (estacionamento CCBM) R$10,00
12/08/2010: 19:00h - (estacionamento CCBM) R$12,00
13/08/2010: 19:00h (estacionamento CCBM, também PRÊMIO MGM 10 ANOS) - R$15,00
14/08/2010: 12:00h - concentração para a Parada do Orgulho LGBT (saída prevista: 14:00h) - Parque Halfeld, Centro.
14/08/2010: 17:00h - (estacionamento CCBM) R$20,00
14/08/2010: 20:00h - 34º Miss Brasil Gay - Sport Club, Centro - Juiz de Fora (vendas: Loja Zé Kodak, Rua Halfeld, Centro)
15/08/2010: 14:00h - Bye Bye Rainbow (estacionamento CCBM) R$15,00

Passaporte antecipado: R$45,00
Camarote antecipado: R$65,00
Camarote individual: R$25,00
Trio (parada): R$55,00
Abadá (parada): R$35,00

Festas promocionais - consultar programação adjunta.

*Preços sujeitos a alteração
Mais informações: http://www.mgm.org.br/ , http://www.missbrasilgay.com/
                            MGM (Movimento Gay de Minas) - 32 3218-7496.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Local do curso em Lavras no dia 6 de Agosto

Informamos que as atividades do curso em Lavras, no dia 6 de Agosto próximo, sexta-feira, às 13h, acontecerá no NOVO ANFITEATRO DA BIOLOGIA. Retomamos as atividades de nossos encontros presenciais dando continuidade aos aprendizados, troca de experiencias, as alegrias e delícias, bem como aos desafios de conviver com as diversidades no dia-a-dia, nos espaços escolares. Até mais.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Seminário Educação Sem Homofobia em Juiz de Fora

Raibow Fest - 09 a 15 de agosto de 2010

SEMINÁRIO EDUCAÇÃO SEM HOMOFOBIA
09 E 10 DE AGOSTO DE 2010


LOCAL: CENTRO CULTURAL BERNARDO MASCARENHAS - VIDEOTECA

09 de agosto - Segunda-feira

# 18:30 h - Mesa de Abertura
# 19:15 h - Exibição de Documentários
# 20:30 h - Mesa Redonda: Educação, Violência e Políticas Públicas de Combate à Homofobia

10 de agosto - Terça-feira

# 15:00 às 17:00 h - Oficina de Jogos do Projeto Educação Sem Homofobia

# 18:00 h - Mesa: Relatos de Experiências Educativas

Inscrições serão feitas antes de cada evento. Confere certificado.

Participem!!

Divulguem!!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Amor & Sexo...



Sexo!
Sexo intenso,
sexo insano.
sexo!
Sexo calmo,
sexo fato,
sexo amado!
Sexo...

Amor,
Amor carinho,
amor amigo
Amor!
Amor intenso,
amor construído,
amor de tempo
Amor!
Amor inocente,
amor apaixonado,
amor enlouquente
Amor...

Sexo é sexo, amor é amor!
Por quê?
Não há nexo, não há veto
existe sexo que não é sexo
existe amor que não é amor.
Tem amor que é sexo
e tem sexo que é amor.

Não há definições,
não há prerrogações.
Não há só sexo
não há só amor.
Há amor e sexo
e há muito mais!

 
D'Artagnan Abdias (minha autoria, aos mais interessados acompanhem também: http://chezdamis.blogspot.com/)

segunda-feira, 28 de junho de 2010

28 de Junho - Dia do Orgulho Gay



Na arena com os leões

Nuances de manifestações homofóbicas recorrentes em modalidades esportivas são abordadas em dissertação

Dissertação de mestrado: “Enunciações afetadas: relações possíveis entre homofobia e esporte”
Autor: Rodrigo Braga do Couto Rosa
Orientação: Carmen Lúcia Soares
Unidade: Faculdade de Educação Física (FEF)
Fonte de financiamento: Fapesp, Pibic e CNPq

Este texto de Jeverson Barbieri, enviado pela discente da Unicamp integrante da equipe do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil, Beatriz Tomaz Ruela, foi publicado no JORNAL DA UNICAMP edição de 21 a 27 de junho de 2010. Fala sobre a dissertação de mestrado de Rodrigo Braga do Couto Rosa. Pubicamos neste espaço um trecho da matéria mas se você quiser lê-la por inteiro, acesse a página do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil em "Comunicação" que o texto na íntegra estará lá - www.ded.ufla.br/generoesexualidade-ei

Na tentativa de problematizar as manifestações homofóbicas presentes no esporte, Rodrigo Braga do Couto Rosa, em mestrado realizado junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Faculdade de Educação Física (FEF) da Unicamp, identificou narrativas que trazem uma dimensão muito forte da discriminação, desde as agressões verbais até as físicas, a outras maneiras mais sutis de preconceito. No entanto, ao longo do caminho, saltou aos olhos do pesquisador o fato de que, talvez tão expressivas quanto as ações de homofobia, eram as ações de resistência a ela. Além de estarem muito presentes nos discursos, ele constatou que são também muito diversas.
Isto pode ser explicado porque as fontes escolhidas por Rosa possuem alguma ligação com a militância política, ou seja, são fontes que privilegiam a voz da resistência. A pesquisa selecionou e discutiu as narrativas que versavam sobre esporte, registradas em três publicações específicas, com conteúdos relacionados às sexualidades e voltadas ao público por vezes nomeado homossexual: o jornal Lampião da Esquina, publicado entre abril de 1978 e julho de 1981; a revista SuiGeneris, que circulou entre janeiro de 1995 e março de 2000; e a revista Bananaloca, que depois passaria a ser a G Magazine, desde sua primeira edição de abril de 1997 ao número 120, publicado em setembro de 2007. “Essas fontes trazem a narrativa homofóbica como uma ironia, um deboche, e tratam dessa questão como uma maneira já de resistir a ela”, afirmou. (acesse o site www.ded.ufla.br/generoesexualidade-ei para ler a íntegra da entrevista).

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Relatos, produção de textos, diário de bordo, trocas de experiências


Querid@s!!!!
O projeto "Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil" a cada tempo está com atividades que trazem para todas e todos novos conhecimentos, discussões e envolvimentos das/dos cursistas, bolsistas, coordenadoras/es e equipe com troca de experiências exitosas na educação infantil. No site estão entrevistas, dicas de livros para leituras e aprofundamento das/dos cursistas bem como livros infantis, fotos, o número dois do Jornal TEARES, e muito mais. No orkut, na comunidade criada para discussões, temos uma enquete sobre a participação de homens na educação infantil. Entre e deixe sua opinião.
No dia 18/06 Lavras/MG(UFLA) encerrou o primeiro semestre do curso de formação para educadoras e educadores. Participantes entregaram seus diários de bordo onde relatam suas experiências no dia a dia escolar durante este período do curso. Estes relatos farão parte do livro que será editado com vistas a subsidiar teórico-metodologicamente as propostas curriculares da Educação Infantil.
Em Juiz de Fora(UFJF) e Campinas(Unicamp) o semestre também está chegando ao fim com produção de textos pelas cursistas. Esta semana, a professora doutora Cláudia Ribeiro, coordenadora geral do Projeto, esteve em Campinas falando para as/os participantes do andamento das atividades, avaliando os acontecimentos do semestre.
A coordeandora constatou o entusiasmo das professoras e professores cursistas, as produções que foram realizadas e estão em andamento e os relatos de experiência, bem como os conteúdos dos textos produzidos.
Juiz de Fora está recebendo a professora coordenadora adjunta do projeto, Carolina Faria Alvarenga, que fala para todas e todos sobre Gênero na Educação Infantil e presencia as atividades realizadas por elas e eles.
Enfim, a formação das/dos profissionais da educação infantil está acontecendo, os temas estão sendo discutidos, vivenciados diariamente nos espaços escolares com o compromisso de todas e todos. A coordenadora geral do projeto ressalta, ainda, o compromisso das e dos bolsistas realizando leituras, discutindo filmes, clips, histórias infantis e descobrindo possibilidades que são compartilhadas com as/os cursistas enriquecendo conhecimentos, alimentando o site, o blog, a comunidade no orkut fazendo as tecituras nas temáticas de gênero e diversidade.

Adiamento da aula do curso em Juiz de Fora - 25 de junho

Informamos que, em virtude do fechamento do Centro de Formação do Professor (CFP) após o jogo do Brasil na Copa do Mundo, a aula do curso Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil em Juiz de Fora, no dia 25 de junho (sexta-feira), está ADIADA. Estudaremos uma nova data.
Informamos também que no sábado, 26 de junho, haverá aula NORMALMENTE.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Novidade: novo espaço virtual do Tecendo Gênero

Querid@s!
Vocês que nos acompanham, que estão sempre antenados/as, temos mais uma novidade no Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil. Agora temos uma comunidade no orkut. O endereço está aí. Já temos vídeos postados, pessoas comentando e aguardamos vocês para discussões, contribuições, ideias, enfim, é um outro espaço de conhecimento e informações do Projeto. Filiem-se à esta comunidade.

"http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=101551664"

terça-feira, 18 de maio de 2010

18 de Maio é para Lembrar e Combater!!!!




Hoje, 18 de Maio. Esta data é marcada por Lei Federal nº 9970/00 como "Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes".
Compartilhando ações e tendo atitudes contra as violências, as alunas e alunos de vários cursos de graduação da Universidade Federal de Lavras/MG - UFLA, que cursam a disciplina "Escola e Currículo", assistiram o documentário "Canto de Cicatriz" de Lais Caffe, problematizaram esta temática com a professora da disciplina, Cláudia Ribeiro e montaram uma exposição na cantina da Universidade. Também participa a equipe do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil, através das/dos discentes que estão no projeto.
O olhar é despertado através dos cartazes, frases e informes que estão expostos a todas e todos que transitam pela cantina da Universidade e assim, uma vez mais, vozes se levantam e se firmam no propósito da denúncia ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Meu arco-íris, minha vida!


Gente, estava futicando o orkut quando me deparei com uma comunidade intitulada: "Meu arco-íres tem milhões" (esse é o link para quem tem orkut e pretende acessar: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=54777798). E na descrição encontrei o seguinte texto, que penso ser perfeito para o projeto; eu pelo menos choquei. Um "textículo" de Clarisse Lispector...
"Meu arco-íris tem milhões de cores, vivo do que é abstrato e duvido de tudo que é concreto, acredito em amor verdadeiro e principalmente em amores eternos. você pode até tentar me empurrar de um penhasco, mas com certeza eu irei dizer sorrindo: E dai ? Eu amo voar! " (Clarisse Lispector)

Fonte: Texto: Comunidade do Orkut: "Meu arco-íres tem milhões" (esse é o link para quem tem orkut e pretende acessar: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=54777798).

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Início do Curso em Juiz de Fora

Na última postagem estávamos ansiosas e ansiosos para iniciarmos mais um curso do Projeto "Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil". Estávamos em reunião de equipe ultimando os detalhes. Hoje, compartilhamos neste espaço, o início do curso em Juiz de Fora/MG com falas que suscitaram o desejo de compartilhar, experienciar e vivenciar muito mais as temáticas que passam pelo universo da educação. As/os cursistas receberam um compilado de textos que serão estudados no decorrer do curso e tiveram acesso aos livros que serão objeto de leitura e problematização. Através da fala do professor Anderson Ferrari (UFJF), no dia 30 de Abril e da professora Cláudia Ribeiro (UFLA), no dia 1º de Maio, as/os cursistas tiveram oportunidade de ampliar seus olhares para as diferenças, para as diversidades, para as questões que perpassam o universo da educação, no caso, a educação infantil. O convite é para que vocês sigam nossos passos, caminhem de encontro aos aprendizados a que nos propomos e, vamos tecendo, compartilhando, trocando, enfim, vamos descobrindo oportunidades no decorrer deste ano, no desenrolar das ações do Projeto "Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Curriculos da Educação Infantil".

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Reunião em Juiz de Fora inicia curso

A equipe do Projeto: Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil, da cidade de Juiz de Fora - MG, está reunida hoje, dia 30 de abril, no Hotel Ritz, fechando os últimos detalhes da intensa preparação para o início do curso para educadoras e educadores. Presentes: Dartagnan, Tatinha e Cláudia (Lavras), Wescley, Roney, Iara, Deisiane, Fernanda, Kelly, Anderson, Leonardo.

Compartilhamos mais esta atividade\ação deste Projeto que integra equipes das cidades de Campinas, Campo Grande, São Paulo e Lavras, através das suas universidades. Campinas e Lavras já inciaram o curso e estão com 90 e 110 cursistas aproximadamente e aqui, em Juiz de
Fora, esperamos 116 cursistas.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Projeto da UFLA aprovado no MEC reúne cinco universidades para falar sobre Gênero e Sexualidade na Educação Infantil

A Universidade Federal de Lavras, através do Departamento de Educação, respondendo a edital do Ministério da Educação, Fundo Nacional para o Desenvolvimento da Educação – FNDE – e Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade – SECAD – aprovou projeto intitulado “Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil”, que envolve cinco Universidades públicas. A coordenação geral é exercida pelas professoras doutoras do Departamento de Educação Cláudia Maria Ribeiro e Ila Maria Silva de Souza.
Tendo como objetivo qualificar técnica e politicamente 500 professoras e professores que atuam na educação infantil, visando implementar a Educação para a Sexualidade e Gênero para crianças de 0 a 6 anos de forma intencional e sistemática nas Instituições de Educação Infantil. O referido projeto é concebido em sete linhas de ação.
Para tanto, cada universidade participante deste projeto possui uma coordenação adjunta e cinco bolsistas que são acadêmicos/as destas universidades.
Sendo assim, para qualificar 500 profissionais da Educação Infantil, as Universidades Federal de Juiz de Fora, Federal do Mato Grosso do Sul, UNICAMP, USP e UFLA, que possuem experiência e atuam na formação de educadoras/es, irão realizar, cada uma, um curso de formação para 100 educadoras/es da Educação Infantil com duração de 80h. Esta é uma das linhas de ação.
Outra linha de ação foi a formação de aproximadamente 40 discentes das universidades em Campinas/SP nos dias 2 a 5 de fevereiro. Esta formação constou de aprofundamento teórico nas temáticas de gênero, sexualidade, diversidade, concepção de infância, dentre outras, bem como as vivências e experiências compartilhadas entre discentes, professoras/es, convidados/as à falar sobre as temáticas que são pertinentes ao projeto e que tem relação com as infâncias e a construção das identidades no cotidiano das instituições de educação infantil.
Além destas ações já citadas, outras fazem parte do Projeto Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil, como a formação do grupo de estudo e trabalho composto pelas equipes docentes das universidades para planejar, executar e monitorar as atividades, aprofundamento teórico e contribuir para a discussão e formulação de políticas públicas em torno da relação entre formação de professoras e professores, infâncias e as temáticas de gênero e sexualidade.
Outra ação proposta e também em curso é a produção de um livro intitulado “Tecendo Gênero e Diversidade Sexual nos Currículos da Educação Infantil” para subsidiar teórica e metodologicamente as propostas curriculares da Educação Infantil cujo conteúdo será composto de textos, relatos de experiências e encartes contendo jogos, brinquedos e brincadeiras, criados a partir de projetos de intervenção desenvolvidos pelas cursistas.
Uma página na internet, este blog, um jornal bi-mensal, farão a divulgação de todas as atividades, agendas, ações, enfim, cumprirá o dever de fazer chegar à comunidade informação, divulgação e conhecimentos com conteúdo, procurando, assim, ser uma rede que tecerá contatos entre universidade e sociedade.
Um projeto ousado, de grande porte que envolve cinco conceituadas universidades brasileiras, com várias linhas de ação, produzindo conhecimento e cumprindo com o que se espera de uma universidade que atua no ensino na pesquisa e na extensão com vistas a produzir conhecimentos que interfiram na construção de uma sociedade mais justa e solidária.

Fátima Ribeiro – Assessora de Imprensa